Todo o tempo que um colaborador trabalha além do previsto em sua jornada regular é considerado hora extra e precisa ser remunerado de forma diferenciada. Trata-se de um direito garantido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Mas você sabe exatamente como calcular a hora extra?

Acompanhe o passo a passo a seguir e garanta o cumprimento do que determina a legislação trabalhista para a remuneração correta dos colaboradores.

Quem recebe

A jornada de trabalho no Brasil tem duração prevista de 8 horas diárias e 44 horas semanais. Todo funcionário que trabalhar mais do que esse tempo tem direito a receber um adicional pelas horas excedentes.

A CLT estipula um limite de duas horas extras diárias por trabalhador. Nesse ponto há uma excepcionalidade que permite que se trabalhe além desse limite em situações em que ficar comprovado que o “empregador está sujeito a situação de força maior, serviço inadiável ou prejuízos iminentes”.

Valor da hora extra

Para calcular quanto o trabalhador tem direito a receber pelas horas extras trabalhadas é preciso saber quanto vale a sua hora regular de trabalho, o chamado salário hora. Para chegar a esse valor é preciso dividir o seu salário mensal por 220, que é o limite da jornada mensal.

Acréscimos

Ao valor da hora de trabalho é preciso acrescentar 50% para chegar ao que deve ser pago pela hora extra. Isso quando a jornada extra for realizada entre segunda e sexta-feira. Quando se tratar de domingos e feriados, o acréscimo será de 100%.

Para finalizar o cálculo, multiplique o resultado alcançado acima pelo número de horas extras realizadas pelo colaborador.

Como funciona na prática

Tomando como exemplo o caso hipotético de um colaborador cujo salário é de R$ 1.500 e que registrou 15 horas extras no mês, o cálculo será o seguinte:

Valor do salário hora: R$1.500 / 220 = R$ 6,81.

Valor da hora extra: R$ 6,81 + 50% (R$ 3,40) = R$ 10,21.

Pelas 15 horas extras ele receberá R$ 153,15 (R$ 15 x 10,21).

Caso o trabalho extra tenha sido realizado em domingos ou feriados, ele receberá R$ 13,62 por hora (R$ 6,81 + 100%), totalizando, pelas 15 horas, R$ 204,30.

Adicional noturno

O valor pago pelas horas extras pode levar mais um acréscimo caso o trabalho tenha sido realizado durante a noite. Trata-se do Adicional Noturno, um benefício social garantido a todos os trabalhadores, que vai incidir sobre as atividades realizadas entre as 22 horas e as 5 horas do dia seguinte.

Nesses casos, antes de calcular a hora extra propriamente dita, será preciso acrescentar 20% ao salário hora. No caso do trabalhador citado acima, o cálculo seria o seguinte:

Valor do salário hora: R$ 6,81 + R$ 1,36 (20%) = R$ 8,17, sobre o qual deverão incidir os 50% da hora extra:

R$ 8,17 + R$ 4,08 = R$ 12,25.

Seguindo as etapas acima para calcular a hora extra, a empresa estará em dia com seus trabalhadores no que se refere a esse direito.

Você achou nossas dicas interessantes? Então, que tal compartilhá-las com os seus contatos em suas redes sociais?