A maioria das empresas hoje é composta por colaboradores de diferentes perfis e faixas etárias — baby boomers, gerações X, Y (ou geração Millennial) e Z. E, para se obter sucesso nos negócios e nas contratações, é preciso se comunicar de forma distinta e oferecer benefícios diversificados que atendam cada um deles.

De acordo com uma pesquisa da Booz Allen, a geração Millennial, que corresponde àquela formada por nascidos entre 1980 e meados de 1990, já representa 44% da população economicamente ativa brasileira.

Geração Millennial

Tal representatividade também se reflete nos quadros de funcionários das companhias e, exatamente por isso, as organizações devem entender as particularidades do seu público e adotar novas formas de trabalho.

Por serem profissionais que cresceram acompanhando o desenvolvimento tecnológico são abertos às tecnologias, ao mesmo tempo que apreciam a socialização face a face.

E, diferentemente de seus pais (a maioria baby boomers), o trabalho para eles possui um significado mais amplo do que uma carreira. Tem a ver com propósito e reconhecimento.

Conheça quais são os benefícios que essa geração de profissionais mais aprecia e o porquê:

Liberdade

Pode parecer estranho elencar a liberdade como um benefício. Mas, para os Millennials, é e dos mais valorizados. E ela vai desde a oportunidade de desenvolver suas habilidades sem limitação, até a possibilidade de cumprir a jornada de trabalho remotamente (várias vezes por semana, se possível).

São profissionais ávidos por resultados, porém isso não os restringe a entregá-los das 9 às 18 horas, de dentro do escritório. Com muito senso de responsabilidade, eles se adaptam aos horários flexíveis e ao home office e os reconhecem como benefícios que contribuem para melhorar a produtividade e aumentar a qualidade de vida.

Também pode-se incluir nesse item, a liberdade de executar o trabalho em escritórios da empresa em outras localidades, ou job rotation. Conhecer novas culturas, viajar e ao mesmo tempo desenvolver seus talentos em outra cidade, estado ou país é mais do que uma benfeitoria, para muitos deles é um propósito de vida.

Conhecimento

Essa geração valoriza vale-cultura e bolsa de estudos para cursos rápidos, de idiomas, pós-graduação. Assim como preferem treinamentos dinâmicos e objetivos.

Por isso, pode-se dizer que possuem pouca paciência para capacitações longas e tradicionais (com lousa, giz e sala de aula). E apreciam gamification, mobile learning, realidade virtual e demais ferramentas que unem rapidez, tecnologia e conhecimento.

Diversidade

Os Millennials curtem um ambiente de trabalho diversificado tanto em relação à idade, gênero e orientação sexual dos colegas de trabalho. Eles dão importância para a igualdade salarial para os mesmos cargos e funções, para o respeito ao funcionário e uma relação transparente entre a empresa e os empregados.

E as grandes empresas também consideram a diversidade como um dos seus valores. A IBM possui uma área focada em recrutamento e seleção, ações e campanhas para mulheres e profissionais LGBT. Já a Accenture cobre 100% os custos da cirurgia para mudança de sexo.

Enfim, poderíamos elencar mais benefícios que os profissionais da geração Y valorizam como qualidade de vida, colaboração, recompensas e prêmios financeiros e não financeiros, entre outros.

A geração Millennial é inquieta, eles preferem desafios à estabilidade, desenvolvimento profissional a um plano de carreira. São profissionais que gostam de fazer a diferença e serem reconhecidos por isso.

Gostou do artigo? Assine nossa newsletter e fique por dentro de outros conteúdos como esse.