O pior pesadelo para a gestão de pessoas de uma empresa é ter de enfrentar os impactos da alta rotatividade de funcionários — ou turnover, como é chamado no setor de RH.

Se você ainda não está familiarizado com esse conceito nem está ciente dos impactos do turnover nas empresas, então este artigo é para você. Continue acompanhando a leitura e entenda mais sobre o assunto!

O conceito de turnover

Turnover é um termo designado para representar a alta rotatividade de funcionários nas empresas, ou seja, a taxa excessiva de demissões e admissões.

Isso pode acontecer por diversos motivos, a maioria deles ligados ao clima organizacional de baixa qualidade. Baixos salários, ausência de benefícios, falta de motivação e inadequação ao perfil da vaga também são grandes causadores de alta rotatividade nas contratações.

É importante se atentar aos motivos que levam ao turnover, porque é absolutamente mais simples e efetivo tratar as causas desse mal do que ter de lidar com seus efeitos dentro da empresa — que são muitos, diga-se de passagem.  

Impacto do turnover nas empresas em produtividade

O primeiro deles é um impacto notável na produtividade da equipe. Isso porque o tempo que se dispende treinando novos funcionários e cobrindo a função antes realizada por um colaborador que se desligou da empresa poderia ser utilizado nas tarefas do dia a dia com mais tranquilidade e, mais importante, na otimização de processos.

Em vez disso, os colaboradores acabam ficando sobrecarregados com o acúmulo de funções e dificilmente são capazes de lidar com as próprias atividades com a qualidade e o tempo que fariam em uma situação mais favorável.

Em outras palavras, a equipe se vê em uma situação estressante, e sua produtividade cai visivelmente.

Problemas na gestão de pessoas

Quando um funcionário é desligado, é preciso que os gestores encontrem tempo e energia para refazer o processo de seleção, recrutamento, treinamento e integração de um novo colaborador. Sem contar que é preciso lidar com a delegação de tarefas e reorganização de horários entre os demais membros da equipe, até que o cargo vago seja devidamente preenchido.

Tudo isso acaba por atrapalhar o planejamento de novos projetos e melhorias para empresa, já que os gestores se veem presos a uma atividade repetitiva e custosa.

Desalinhamento nas finanças

O custo de demissões e admissões sucessivas certamente desestabilizam o equilíbrio financeiro de uma empresa. Despesas com recrutamento e treinamento, além de pagamentos dos direitos trabalhistas do colaborador desligado, pesam no orçamento de qualquer empresa.

Consequências para a imagem da empresa

Uma empresa com alta rotatividade acaba por construir uma imagem negativa para com os clientes, concorrentes e, sobretudo, os talentos que poderiam compor a equipe.

Haja vista que os colaboradores hoje em dia estão mais exigentes em relação à empresa em que pretendem trabalhar. Se antes a única preocupação era o salário e os benefícios, hoje a qualidade de vida e o desenvolvimento vêm em primeiro lugar.

Nesse sentido, uma empresa que enfrenta alta rotatividade não inspira estabilidade aos que veem a situação pelo lado de fora.

E então, viu como o turnover nas empresas tem um impacto negativo? Se você gostou deste artigo, aproveite para compartilhá-lo com seus amigos em suas redes sociais!