O RH tem mudado muito ao longo dos anos. Hoje, a ideia de que deve-se apenas contratar e ensinar o básico aos funcionários, nada mais, é obsoleta. É crucial que a gestão de pessoas vá muito além, invista na qualificação e retenção de talentos.

Uma prova disso é o crescente número de metodologias e tecnologias aplicadas à área. Agora, é possível falar em gestão de benefícios, softwares de contratação e uma infinidade de outras coisas. Tudo para garantir melhores resultados por meio dos colaboradores.

Pensando nisso, elaboramos um post para você. Nele, vai descobrir por que investir em qualificação e retenção de talentos. Além disso, separamos algumas dicas incríveis para ajudá-lo com o assunto. Boa leitura!

Os benefícios da qualificação e retenção de talentos

Há diversos benefícios relacionados às ações de qualificação e retenção e talentos, mas é possível destacar três principais: o crescimento dos resultados positivos, a melhoria do clima de trabalho e a motivação.

A qualificação permite que os trabalhadores desempenhem suas atividades com maestria, realizando tudo o que deve ser feito com excelência. Isso é refletido em diversos resultados positivos para a empresa, tais como: o aumento da produtividade e a redução de desperdícios.

A retenção, por sua vez, permite que o clima de trabalho torne-se mais agradável e que os atuais funcionários sintam-se realmente motivados. Isso favorece diversos outros fatores internos, tais como: a sinergia da equipe e a melhoria da comunicação.

A realidade é que são muitos os benefícios associados, tantos que é difícil citar. Mas, de um modo geral, eles contribuem para o crescimento e continuidade da companhia no mercado.

Como otimizar a qualificação e retenção de talentos

Esse assunto é discutido nas maiores e mais bem-sucedidas empresas do mundo. Não há uma fórmula mágica, mas algumas práticas são amplamente compartilhadas. Veja:

Implementação de benefícios complementares

Ao incluir novos benefícios é possível demonstrar que valoriza os profissionais e transmitir mais segurança. Isso tem efeito direto na retenção, garantindo que os talentos permaneçam na empresa.

Melhoria na comunicação interna

O diálogo dentro da empresa deve ser planejado, garantindo que todos estejam bem alinhados e informados. Para isso, deve-se implementar novos canais de comunicação, como os murais de recados.

Aplicação de programas de capacitações

É preciso desenvolver continuamente os profissionais. Para eliminar custos, um modelo de capacitação que tem crescido bastante é o EAD, onde as aulas são feitas a distância e com instrutores qualificados.

Reconhecimento pelos resultados

Quando se reconhece cada profissional pelo que produz, é possível criar um clima de meritocracia. Para tanto, uma ótima dica é incluir um plano de cargos e salários para balizar o crescimento dos talentos.

O papel da liderança nesse contexto

Para finalizar, é importante destacar que cada líder de equipe, incluindo o CEO, tem um papel crucial para a qualificação e retenção dos colaboradores. Sem eles, por melhores que sejam as ferramentas utilizadas, nenhum resultado seria efetivamente alcançado.

O líder deve ser um exemplo no dia a dia, deve oferecer feedbacks construtivos para a equipe e garantir que os colaboradores se tornem, a cada dia, melhores. Um bom líder também deve atuar como um treinador, desenvolvendo diariamente seus subordinados.

Agora que você está por dentro do assunto, aproveite para começar a aplicar nossas dicas em sua empresa, assim terá funcionários competentes, satisfeitos com o seu local de trabalho e realmente produtivos.

Gostou do nosso conteúdo? Está pronto para otimizar a qualificação e retenção de talentos? Então deixe seu comentário em nosso post, compartilhe suas dúvidas, sugestões ou experiências sobre o assunto!