É inegável que a implementação de uma interface torna qualquer processo muito mais fácil. Os benefícios são inúmeros: economia, agilidade e aumento da produtividade dos setores operacionais. Porém, para aproveitar todos os benefícios da informatização, é excepcionalmente importante que o sistema também possua um excelente design de interface.

Para todos os indivíduos que tenham interesse em tornar os processos de contabilidade em relação à administradora de benefícios mais eficientes, é indispensável que possuam um conhecimento básico sobre interfaces integradas. Neste guia, trazemos tudo o que você precisa saber sobre o assunto! Confira!

O que é interface integrada?

Primeiramente, uma interface é um software que permite o controle e armazenamento de dados de forma automatizada. Cada sistema é manuseado de forma completamente diferente, pois foram criados por diferentes desenvolvedores ou utilizando-se uma distinta linguagem de programação.

Uma interface integrada unifica, em uma única fonte, todo o compartilhamento de informações entre diversos setores ou entidades. É importante que exista essa integração para o aprimoramento da gestão dentro da empresa.

Por que a interface integrada é importante?

Em uma estruturação unificada, toda sincronização de dados é realizada instantaneamente. Isso gera uma grande economia de tempo, pois não será preciso realizar uma conversão de arquivos para que seja feita a leitura em outro sistema.

Também não existe necessidade de transferência física de informações, pois todos os usuários terão acesso simultâneo ao banco de dados. Dessa forma, os documentos utilizados no dia a dia de um escritório serão de fácil acesso e envio entre setores.

Os processos contábeis serão exponencialmente melhorados com essa tecnologia, pois todas as informações disponibilizadas pela administradora de benefícios são aproveitadas de forma imediata. Porém, ainda há a necessidade que a interface possua um design que seja eficientemente funcional para seus usuários.

Como tornar o design de interface eficiente?

O design de interface não diz respeito somente à aparência do programa, mas também deve ser prático — os aspectos como a arquitetura da informação, facilidade de navegação, transição de telas e usabilidade pelo usuário são pontos fundamentais a serem respeitados. Confira quais são as características que tornam o sistema eficiente.

Clareza

Uma boa interface deve ser clara e objetiva. Dessa forma, o usuário será facilmente capaz de identificar sua utilidade e seu funcionamento.

Controle

Apesar de a automatização de processos ser importante, é essencial reservar espaço para um controle manual pelo usuário. Nas hipóteses em que há necessidade de uma documentação atípica, o sistema deve permitir que o utilizador o faça.

Guia

A interface deve ser estruturada de forma que hajam etapas e passos a serem seguidos. Dessa forma, um novo usuário será capaz de perceber o que deve fazer a seguir, reduzindo-se, assim, a curva de aprendizado necessária para usar o programa.

Como evitar que ela seja um problema?

Os problemas relacionados ao manuseio da interface podem ser facilmente superados com a disponibilização de um guia ou um bom treinamento. A novidade pode ser de difícil entendimento para novos usuários, mas ao oferecer instruções de fácil compreensão a eles, as dúvidas quanto à utilização serão rapidamente superadas.

Após a leitura deste guia, pode-se concluir que a utilização de uma interface integrada é extremamente vantajosa para os processos contábeis de qualquer entidade, como também é essencial que o design de interface seja arquitetado de forma eficaz e de fácil manuseio.

Interessou-se em potencializar a produtividade no setor contábil por meio de uma interface integrada? Então não perca tempo e entre agora em contato conosco!