O trabalho é um elemento central na vida da maioria das pessoas, mas ainda é visto como sacrifício em muitas culturas. Hoje em dia, com o maior acesso à informação e à qualificação, entre os benefícios da empresa, tem-se buscado cada vez mais ambientes estimulantes e agradáveis, que ofereçam ao profissional oportunidades de se desenvolver, crescer e ser feliz.

Para promover engajamento e contar com um time que colabore genuinamente na competitividade da organização e no sucesso do atendimento às expectativas de nossos clientes, devemos despertar a paixão, conectando os funcionários de corpo e alma ao trabalho e à missão.

Além de um negócio significativo para as pessoas e uma boa remuneração, um enorme diferencial é oferecer benefícios alinhados aos anseios de seus funcionários, demonstrando-os de uma forma estratégica e que gere valor. Saiba mais sobre o assunto no artigo de hoje!

90% estão interessados em recursos não financeiros

Saúde, alimentação, possibilidades de aprendizado e desenvolvimento da carreira, políticas inovadoras de remuneração, ambiente descontraído, flexibilidade de horários e reconhecimento são exemplos de benefícios que fazem a diferença na hora de optar ou não por uma posição em uma empresa.

Segundo pesquisa realizada pelo Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa) e a Hays, consultoria especializada em recrutamento e seleção, 90% dos candidatos valorizam mais os fatores não financeiros, enquanto apenas 20% dos candidatos estão interessados no valor do salário.

Para cativar essa nova geração de colaboradores é preciso conhecer e compreender o que os move, seus desejos e suas necessidades. Como na maioria dos casos a recompensa financeira não está em primeiro lugar, é importante lançar uma estratégia sobre quais benefícios oferecer.

Reter talentos através dos benefícios da empresa: do básico ao inovador

Além dos benefícios garantidos por lei como vale-transporte, férias e décimo terceiro , existem aqueles opcionais, como assistência médica, auxílio-creche e bolsa de estudos, por exemplo. A depender de qual sindicato atua no setor da empresa, alguns opcionais poderão também tornar-se obrigatórios.

Ao pensar nesses benefícios mais comuns como VR, VT e planos de saúde e odonto , é importante priorizar serviços da melhor qualidade, contratando-os com empresas de confiança, que ofereçam boas opções para o funcionário e seus dependentes, evitando um efeito reverso causado por mau atendimento e deficiências na rede credenciada.

Antes de pensar em ideias inovadoras, é fundamental fazer o básico bem-feito. Zelar pela saúde dos funcionários deve ser uma prioridade. Por falar em inovação, essa tem sido a estratégia das Melhores Empresas para Trabalhar no momento de criar um programa de benefícios.

As consequências? Baixíssimas taxas de turnover (rotatividade de colaboradores), altos níveis de produtividade e lucratividade, crescimento exponencial e, principalmente, o brilho nos olhos e o índice de felicidade de seus funcionários.

Veja abaixo excelentes ideias, que fariam a diferença na hora de decidir aceitar uma vaga ou deixar a empresa:

A possibilidade de equilibrar vida pessoal e vida profissional

Benefício que já tem deixado de ser uma novidade, trabalhar de forma remota é um enorme diferencial. Além de oferecer autonomia para o funcionário, isso pode ter reflexo positivo na empresa, com a redução de custos com energia e instalações, por exemplo.

Ao definir essa política pode-se optar por: flexibilidade no horário de saída e entrada, a escolha de um ou alguns dias por semana para trabalhar de onde quiser ou até mesmo o livre arbítrio total do funcionário em escolher quando trabalhará de casa ou do escritório.

Encurtar as sextas também é uma prática comum em algumas empresas. O fortalecimento na confiança gerado por esse modelo é indiscutível.

Formação acadêmica

Prática que beneficia tanto as empresas quanto o funcionário, pode gerar dúvidas na hora de disponibilizar, principalmente pela insegurança da organização em investir em alguém que não conseguirá reter depois.

O financiamento total ou parcial de cursos de graduação, pós-graduação ou treinamentos específicos são uma excelente maneira de aprimorar a capacidade de sua equipe e melhorar as entregas de sua empresa.

Ao criar um programa bem estruturado de benefícios que engloba uma série de áreas para tornar melhor a vida das pessoas, é possível investir fortemente na formação de sua equipe, tendo retornos bastante significativos.

Investir em um ambiente agradável

Como um terço de nossos dias é vivido no trabalho, estar à vontade para exercer sua personalidade, usar roupas confortáveis e ter liberdade de influenciar em decisões são benefícios que serão cada vez mais valorizados.

Claro que há uma série de questões para se levar em consideração dentro de cada negócio, mas são benefícios válidos e que não implicam em altos custos para serem implementados e ainda podem ter grande valia na gestão. Será que uma solução para a produtividade de um processo não poderia sair do chão de fábrica?

Qual é o custo em permitir que os funcionários vistam-se de forma casual quando não há reuniões com clientes? Disponibilizar um espaço descontraído para realizar refeições e lanches, que lembre a sala de casa, pode tornar o escritório mais aconchegante e até mesmo fazer com que as pessoas queiram passar mais tempo trabalhando.

Outras ideias das Melhores

Aumentar o tempo da licença maternidade para a mãe e pai, reconhecer direitos para os cônjuges homossexuais, disponibilizar creche na empresa, licenças não remuneradas, ginástica laboral, auxílio-doença, assistência psiquiátrica e psicológica, cobertura para tratamentos de dependências, check-ups, cobertura para aparelhos ortodônticos, desconto na compra de medicamentos, etc.

Qualidade de vida e os benefícios da empresa: um privilégio das grandes?

Oferecer um ambiente com todos os benefícios desejados não é fácil, mas também não deve ser tratado como utopia. Qualidade de vida é um ideal que vai de acordo com os valores de cada ser humano e contratar funcionários alinhados com a cultura da empresa e o que esta tem a oferecer já é um primeiro passo.

Buscar constantemente aprimorar a entrega, respeitar os horários e reduzir o volume de trabalho, em um momento em que o ritmo de vida é cada vez mais puxado também faz a diferença. Ao contar com bons benefícios e as ferramentas ideais para uma melhor produtividade, as pessoas encontrarão mais significado e prazer no trabalho, passando a nutrir uma motivação intrínseca.

Além disso, os benefícios têm como objetivo zelar pela saúde e bem-estar dos funcionários, que quando saudáveis, terão mais energia para prestar um ótimo serviço aos clientes. A empresa economiza em licenças, tratamentos, turnover e novas contratações.

Uma abordagem consciente e benefícios justos

Meritocracia deve ser uma palavra levada em consideração no momento de definir os benefícios. Nada influencia tão negativamente a motivação quanto um sistema injusto e que dá mais direitos a uns do que os outros.

Colocar as pessoas em primeiro lugar e prezar por uma cultura mais próxima do ideal, fazendo o que deve ser feito com base em ética, clareza e comprometimento deve ser uma meta da empresa.

Ao se atentar a essas dicas, é hora de definir, dentre as diversas opções de benefícios da empresa, quais têm mais a ver com o DNA de sua companhia e com aquilo que seus funcionários valorizam. Ouvir os colaboradores e ter criatividade, além de criar parcerias e encontrar os fornecedores certos fará a diferença na estratégia!