Quem atua com contabilidade sabe que todo o trabalho envolve prazos, controle de gastos, escolhas complicadas e que, quase sempre, as demandas são urgentes. De fato, os desafios da contabilidade são muitos. Entre eles, está uma boa gestão de planos de benefícios que se pode oferecer aos clientes.

Tais planos são complementos dos salários e podem diminuir o temido turnover nas companhias. Porém, é imprescindível que sejam vantajosos para todos os envolvidos, e essa é uma das missões dos profissionais contábeis.

Quer saber como ofertar os melhores planos aos seus clientes e fazer uma boa gestão de benefícios? Então, acompanhe o texto, a seguir!

1. Alinhar as vantagens com os clientes

Atualmente, os atrativos oferecidos pelas organizações — sejam elas de pequeno, médio ou grande porte — são decisivos para a retenção de talentos. Por essa razão, se faz necessário ter uma boa cartela de benefícios.

Um dos maiores desafios da contabilidade é fazer com que algumas empresas entendam que oferecer tais proveitos traz como consequência a melhora no ambiente de trabalho, valorização da marca, economia, maior capacitação das equipes etc.

Portanto, a partir do momento em que essa consciência está enraizada na cultura da empresa, estabelecer quais benefícios ofertar se torna uma tarefa maiss fácil para a contabilidade.

2. Encontrar fornecedores

Aqui, a maior indicação é formar parcerias. A criação de vínculos estratégicos com convênios, instituições diversas, associações comerciais, escolas de idioma, restaurantes, entre outros é fundamental para tornar o plano de benefícios mais rico. O importante é manter-se sempre conectado com o mercado. Assim, as chances de oferecer planos diferenciados aos clientes serão bem maiores.

3. Montar o plano de benefícios

O primeiro passo é saber o orçamento que o cliente disponibilizará para investir no plano. Está entre os desafios da contabilidade fazer com que os valores dos benefícios se ajustem à quantia que foi destinada a eles. A inovação no plano de benefícios é um diferencial para que se saia do óbvio e se ofereça vantagens inéditas. Isso atrairá novos clientes e manterá os antigos.

4. Escolher os benefícios

Os benefícios auxiliam na motivação, retenção e qualificação dos profissionais. Sendo assim, eles devem contemplar as necessidades dos colaboradores. Contudo, essa oferta deve ser vantajosa tanto para a empresa quanto para os funcionários. Abaixo, listamos alguns benefícios que são mais ofertados pelas empresas:

  • plano de saúde;
  • plano odontológico;
  • seguro de vida;
  • aparatos tecnológicos (celular, notebook, tablet);
  • bolsa de estudos;
  • vale refeição e/ou alimentação;
  • vale combustível;
  • cestas básicas;
  • convênios com comércio e prestadores de serviços (farmácias, supermercados etc.);
  • participação nos lucros etc.

Profissionais de todas as áreas levam a oferta dos benefícios em consideração no momento de se decidirem por um emprego. Dessa maneira, zelar pela saúde financeira da empresa e auxiliá-la a manter um quadro de colaboradores produtivos são algumas das principais funções de um escritório contábil.   

Contudo, os trabalhadores dessa área não precisam mais atuar sozinhos. Hoje, existem empresas que podem auxiliar a contabilidade na escolha pelos melhores planos e convênios: são as chamadas “administradoras de benefícios”.

Elas são regularizadas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Como a atividade é terceirizada, isso proporciona maior credibilidade, uma vez que são profissionais especializados e capacitados para prestar os melhores serviços para seus contratantes com a gestão de benefícios, que é um dos principais desafios da contabilidade.

Gostou deste post? Então, assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos em primeira mão!